domingo, 11 de dezembro de 2011

Lembranças sem fim

O rapaz disse que tudo ia melhorar se for esquecer dos momentos com o cara de teatro com que tinha relacionado por um bom tempo...

Mas estava enganado.

Ele se encontra irritado no fim do quarto semestre, mesmo que tenha sido aprovado em quase todas as cadeiras, só que pegou apenas um exame. O que deixou o rapaz irritado? Foram as lembranças que não deixaram de desaparecer, resposta cruel.
Teve que mentir para outras pessoas que lhe fizeram uma pergunta:
- Mas você não sente falta dele?
Ele sempre responde a unissona resposta: não.
No fundo, ele está sentindo saudades mesmo. Mesmo depois de ter passado tudo isso como a descoberta inesperada de que ele estar namorando com outra pessoa enquanto relacionavam.

Além das lembranças que o rapaz guarda, tem fumado Marlboro Blue Ice (cigarro preferido do cara) todo dia, esbarra com o cara algumas vezes nos arredores da universidade e do restaurante universitário e sempre passa na frente do bloco 21 onde o cara mora enquanto o rapaz mora no 24. Basta apenas alguns passos para ele poder dizer tudo o que sentia ao cara do teatro! Mas é totalmente impossível, pois não quer se machucar novamente depois de tudo isso.

Sonhos, fumaça de baseados, compulsões e muitas ressacas resumem o cotidiano do rapaz perdido no meio das lembranças mal-sucedidas.


- Psiu! Você está no mundo da lua, guri?
- Hã? Oi!... Só estou filosofando, tudo bem? - apaga cigarro no chão.
- Estou bem... vamos dar uma volta? - sorri o cara.
- Devo aceitar?
Deu uma mão como um convite. E foram caminhando nos arreadores da universidade.



4 comentários:

a vida disse...

Eu nao sou ninguem importante para você !
E eu nao sei por que parei aki !
Só sei que quero te ajudar,por isso talvez eu ainda esteja aki !
eu nao sei se você quer minha ajuda !
por isso peço desculpa D:
Eu nao tenho a sua solução, mas peço que nao desista do seu coração !
Vc me cativou, e tambem a todos daqui, portanto vc é responsavel por nós!(pequeno princepe)
Ganhou mais um Fã ! mais isso sera que te alegra ?
se cuida viu ! espero mais de vc ! Feliz 2012 (parece ate ironia mais nao é )

Anônimo disse...

Como uma criança aprendemos com o que podemos e não podemos brincar, os adultos ja vividos, nos diziam os sins e nãos, mas somos crianças queremos mais os 'porquês', talvez os adultos devessem ser mais crianças e e descobri mais sobre o mundo do que ficar em suas bolhas, as crianças serem mais adultos respeitando os outros e o que eles dizem, não sei como ajuda , mas dias menos dia, terá que acender uma chama adulta e confiar, e como criança descobri o por que deve ou não seguir.

WL

Roxy disse...

Quero você de volta aqui no blog...
Espero que você esteja bem...




Kisses, Roxy. ♥

Roberta disse...

Léo... Nem sei como cheguei ao seu blog, mas algo me chamou a atenção, não a sua depressão, mas o modo que você escreve... Eu também escrevo nas piores etapas da minha vida, passei muitos anos assim. Costumava dizer que meu coração era de poeta, por isso sofrido, achava que precisava sofrer pra buscar inspiração. Mas percebi com o tempo que a tristeza não é fator importante pra escrever, posso relatar meus momentos prazerosos, ou não posso? Sinto que você tem potencial, não permita que a depressão tire isso de você!!!